Instituto Saúde & Equilíbrio

O Instituto Saúde & Equilíbrio nasceu em Patos de Minas, em 2006, como instituição registrada para abarcar a missão de vida e de trabalho então assumida pelo ciclista, palestrante e gestor Clóvison Elberth Alves Gonçalves, o CLOVIN: promover a integridade humana, como bem estar de corpo, mente e alma, e prevenir vícios como as drogas e o sedentarismo. No princípio era o CLOVIN, sua bicicleta e poucos (e fortes) parceiros, como o UNIPAM – Centro Universitário de Patos de Minas, a Rede Patão e a Água e Terra Gestão Ambiental - todos ainda parceiros. "Algumas pessoas foram decisivas para que eu tivesse força de superar os primeiros obstáculos, como Deus, minha família, meus irmãos da bike (Beto e Xuxu) e o Magela; também sou muito grato a pessoas especiais, como o Sr. Milton (UNIPAM) e o Fernando (Mídia Proativa), e apoiadores desde sempre, como a Folha Patense e a NTV" (Clovin - fundador).

Nestes 12 anos foi criada e aperfeiçoada uma metodologia de eventos itinerantes em massa, para grande público, conduzidos diretamente pelo CLOVIN, visitando escolas, ONGs e empresas, com didática unindo atrações lúdicas (apresentações esportivas e culturais) a palestras comportamentais e a atividades interativas, de forma a contribuir para a educação integral, sensibilizando cada beneficiado para o autocuidado e a autodisciplina.

Até 2009 o projeto centrou ações em Patos de Minas, e a partir daí expandiu-se, gradativamente, para Uberlândia, Uberaba e regiões, com parceiros como o CCAA (Patos, Patrocínio e Coromandel, 2008 a 2011) e os Supermercados Sinhá (2009-2017). Em 2010 um momento forte: a ação Saúde & Equilíbrio na Amazônia, com 5 dias de eventos em escolas de comunidades ribeirinhas do Rio Madeira, a convite da Justiça Federal em Rondônia, através de Juizado Especial Itinerante. Em 2011, pelo projeto, Clovin, recebeu o título de Cidadão Benemérito de Uberlândia, e a parceira SOS Educação Profissional recebeu o Selo Empresa Cidadã 2012/2013. No final de 2011 foi lançado o livro DEMITI O BANCO – ADMITI A VIDA (Musa Editora, SP), onde o Clovin conta de sua mudança radical, largando bem sucedida carreira como gerente de banco para se dedicar à missão de conscientizar as pessoas a serem gerentes de si mesmas e a se cuidarem, de corpo, mente e alma.

Até 2011, a missão foi executada sob única denominação: Projeto Saúde & Equilíbrio, com 100% de sua subsistência até então garantida por ISP (Investimento Social Privado) e pelos investimentos pessoais de seu idealizador.  Buscando novas fontes de recursos, em 2011 o trabalho foi apresentado na ONG Brasil (mostra nacional de projetos sociais), em SP, e foi enquadrado na Lei Rouanet, a partir de uma proposta de conotação artística. A partir daí foi possível buscar patrocínio através de incentivos fiscais, com empresas e pessoas investindo parte de seus impostos (IRPJ/IRPF) e permitindo levar o trabalho a outros estados, como Goiás (através da Caramuru Alimentos, de Itumbiara, p.ex.).  Foi possível ainda investir em profissionais, a iniciar pela administradora Luciene Vilarinho, atual Diretora Geral do Instituto e pela assistente de produção de eventos Priscila Gonçalves (desde 2012 também esposa do Clovin).

Em 2012 foi aberta a atual inscrição (CNPJ), como entidade sem fins lucrativos e foram firmadas parcerias com a Associação Circo da Vida e com o grupo Dançando Com a Vida, através das quais a metodologia de eventos itinerantes foi incorporada a novos projetos e a novas denominações de maior cunho artístico, garantindo continuidade do apoio da Lei Rouanet.  Adentraram aos eventos nas escolas, ao lado do Clovin, artistas como Eduardo Alves da Silva, o Dudu (dança em cadeira de rodas, falecido em 2014, após 2 anos de atuação nos projetos), e os circenses Palhaço Bexiga (Daniel Vieira, líder do Circo da Vida e do espaço Mundo Circo), Welber Barbosa, Gizelle Pimenta e Gabriel Henrique (atualmente aprovado banco de profissionais do Cirque Du Soleil).

No fim de 2012 foi criado um projeto para a Lei Rouanet sob sugestão de um novo parceiro articulador: o Instituto Agronelli, que colaborou na idealização do Protagonizando em Rede Cultural, realizado desde 2013 em Uberaba, mesclando oficinas culturais contínuas, oferecidas gratuitamente em entidades parceiras, aos eventos itinerantes de nossa metodologia tradicional, incorporando artistas do circo (2013 a 2015) e da dança (2017/2018), junto às apresentações de BMX Estilo Livre (ciclismo-acrobático) feitas pelo Clovin. Vieram para a equipe oficineiro destaque, como Hermes Ramos (percussão e artes) e Ariana Lua (dança, capoeira e jiu-jitsu).

A partir de 2013 o Projeto Saúde & Equilíbrio passou para a ainda atual e principal versão via Lei Rouanet: o Circo Saúde & Equilíbrio (captações em aberto via IRPJ e IRPF).  Foram criados desde então projetos de mesma metodologia para enquadramento também na Lei Estadual de Incentivo à Cultura de MG (incentivos via ICMS), como a Turnê Sorriso e Equilíbrio (2014/2015), o Concurso Cultural Saúde & Equilíbrio: Sou Brasileiro Campeão! (2015/2016) e a Turnê Angel Hair (2018/2019), com parceiros como a Viação Platina e a Rain Bird Brasil. Destaque para o desenvolvimento, desde 2013, de apresentações de dança inclusiva, com atuações emocionantes de cadeirantes como Gilmar Lima (Uberaba) e Dydy Borges, fazendo pares com Ariana Lua e Cláudia Nunes; brilha forte também a estrela do garoto cadeirante Pedro Cordeiro, que empresta seu apelido, Angel Hair, aos projetos em que é protagonista, fazendo par com sua super-mãe, a corredora e artista Karolina Cordeiro.

Em 2014 outro projeto especial foi idealizado junto a grande parceiro: atendendo a uma demanda social e ao propósito de incentivos fiscais do Grupo Real, nasceu o Rede Cultural Real, cujo produto cultural principal são oficinas culturais gratuitas, hoje oferecidas principalmente na sede do projeto, no Bairro Roosevelt, em Uberlândia, junto ao Circo da Vida. Em 2019 o projeto completa 5 anos, com mais de 2.000 horas anuais de oficinas oferecidas em várias modalidades. O Projeto Rede Cultural Real levou o Instituto à conquista do Selo Excelência Cidadã 2018/2019, certificação concedida pela CDL Uberlândia em parceria com a Câmara e Prefeitura Municipal de Uberlândia.

Entre 2015 e 2016, conseguimos o enquadramento no PMIC – Programa Municipal de Incentivo à Cultura de Uberlândia (incentivos via ISSQN e IPTU) para os projetos Circo na Escola I e II e Angel Hair I e II, através dos quais recebemos 2 novos patrocinadores dentre os mais tradicionais grupos empresariais da região: ALGAR e MARTINS.  Também pela 1ª vez conseguimos recursos diretos do Governo de MG, através do Prêmio CENAMINAS (Proj. Circo Ser & Equilíbrio) e do Fundo Estadual de Cultura de MG (Proj. Circo de Todo Mundo). Em todos os projetos circenses, desde 2014 brilham as estrelas do casal de malabaristas Alexander Coronel e Susan Kelli.

Em 2016 iniciamos projetos via LIE – Lei de Incentivo ao Esporte, do Ministério do Esporte (Governo Federal), como a Copa BMX Brasil (2017), competição que distribuiu R$32mil em prêmios e reuniu 70 dos melhores atletas do país, marcando os 30 anos de prática do BMX Estilo Livre pelos amigos ciclistas Clovin, Antônio Carlos Xuxu e Beto Bikers O evento comemorou ainda a inclusão oficial do esporte (na modalidade Park) no programa dos Jogos Olímpicos de 2020. A prova contou com repercussão nacional, com grandes patrocinadores, como Pague Menos Farmácias, Terrena Agro e Hospital Santa Clara e apoiadores como o Velo Clube do Triângulo, FUTEL, MUF Association e ABBMXF – Assoc. Brasileira de BMX Freestyle.

Também pela Lei de Incentivo ao Esporte federal, desde 2006 iniciamos projetos de oficinas esportivas, a começar pelo Saúde & Equilíbrio com Bicicross e Jiu-Jitsu (2016/2017), provavelmente um dos primeiros projetos no mundo a oferecer oficina de BMX Estilo Livre. Atualmente (2018/2019) está em execução o projeto Esporte & Liberdade: Oficinas de BMX Estilo Livre, Jiu-Jitsu e Ultimate Frisbee, com mais de 50 alunos atendidos na Ação Moradia (B. Morumbi, Uberlândia), com o patrocínio da ITV Urbanismo e Maqnelson, e como instrutores o Nicolas (Colacho) Martan, Ariana Lua, Alessandre (Didi), Gilberto (Beto Biker) e Leandro Ramos.

Entre 2017 e 2018 teve início o projeto BMX, SAÚDE & EQUILÍBRIO, nossa 1ª aprovação via leis de incentivo para um projeto essencialmente esportivo e educativo, resgatando nossa origem estética e reforçando nossa ética de sempre: de estimular o AUTOCUIDADO, a qualidade de vida e o bem estar pessoal e social, lutando contra males como drogas e sedentarismo.  A aprovação do BMX, SAÚDE & EQUILÍBRIO tornou-se uma grande conquista, e pela sua metodologia exclusiva, logo passou a ser o projeto de MAIOR PÚBLICO do estado no MEIE – Programa Minas Esportiva Incentivo ao Esporte (Governo de MG), com o patrocínio da Química Estrela (2017) e do Instituto Algar (2017 e 2018). Só em 2017 foram mais de 24.000 beneficiados. O projeto está com sua 3ª edição aprovada e com captações em aberto via ICMS para execução de 320 eventos entre 2019 e 2020.

Em 2018, com grandes incentivos da ALGAR e ITV Urbanismo, assumimos o desafio de transformar o sistema de bicicletas compartilhadas de Uberlândia, o UDIBIKE, em um projeto maior e melhor: através da Lei de Incentivo ao Esporte, conseguimos a gratuidade para uso das 40 bicicletas distribuídas em 4 estações na cidade! O novo UDIBIKE – Bicicletas Compartilhadas, lançado em fevereiro, implantou ainda uma atividade inédita no país: aulas de ciclismo básico para ensinar crianças a andar de bicicleta na escola!!! Na crise dos combustíveis e dos "carro-dependentes" as bicicletas brilharam ainda mais e o projeto tem sido um sucesso: as viagens/empréstimos mensais de bicicletas saltaram de uma média de 626 (no semestre anterior ao projeto via Lei de Incentivo) para 1142 (nos últimos 5 meses); na 1ª escola atendida pela oficina, onde nem metade das crianças sabia pedalar, 48 novos ciclistas foram formados, o que significa que 71% dos alunos do turno atendido estão agora pedalando pra valer, sem rodinhas laterais! Até aluno autista aprendeu!

Desde 2016, em 12 anos de cultura, esporte e vida, chegamos a 60 cidades e centenas de escolas atendidas, mais de 3.700 eventos realizados e 654.000 beneficiários. Hoje contamos com cerca de 25 profissionais atuando diretamente em nossos projetos. Venha nos visitar: nosso escritório funciona junto à ADEVIUDI – Assoc. Deficientes Visuais de Uberlândia.

Tantas variações de projetos e novas propostas trazem um enorme desafio de gestão e execução, e nós gostamos de desafios, seja sobre uma bicicleta ou sobre a burocracia de nossa legislação!  O desafio é manter uma equipe enxuta, com responsabilidade direta, evitando a "industrialização" de nosso trabalho, mantendo a humanidade, a proximidade e a flexibilidade no cotidiano de trabalho e relações, entre nós, junto a vocês parceiros e junto às comunidades em que atuamos.

Em frente! Afinal, "a vida é como andar de bicicleta, para manter-se de pé é preciso movimento!" (Einstein).